Como fazer o processo de portabilidade sem sustos!

Antes de iniciarmos é importante ter em mente que a portabilidade numérica é uma garantia legal aprovada em 2007 como lei, após inúmeros estudos e pesquisas com usuários, onde ficou definido que ABR Telecom controlaria todo o processo de gerenciamento de dados das migrações.

Atualmente mais de 10 milhões de processos são realizados todos os anos, na maioria deles de linhas móveis.

Outra coisa importante é saber que o processo de portabilidade contempla linha fixas e móveis, sendo que o DDD não pode ser portado para o de outra região.

Agora que já comentamos inicialmente sobre portabilidade numérica, vamos aos 5 passos para se obter a portabilidade do seu número com sucesso.

Passo 1 – Verificação de dados para portabilidade

Para se obter sucesso na portabilidade numérica é importante que o usuário utilize os mesmos dados utilizados na contratação da operadora atual do chip.

Qualquer inconsistência dessas informações pode causar indeferimento do processo.

Os dados podem ser encontrados com facilidade na conta da operadora.

Passo 2 – Cláusulas do contrato da operadora

Antes de proceder as tratativas de portabilidade, é muito importante verificar se você assumiu alguma cláusula de fidelidade com a operadora atual.

Existem planos que oferecem vantagens específicas em troca de uma permanência maior na operadora.

Não havendo nenhuma pendência nesse sentido, estamos prontos para dar entrada no processo de portabilidade.

Lembrando que pendências financeiras, não são um impeditivo para iniciar o processo de portabilidade.

Passo 3 – Escolha a operadora de destino

Escolha a operadora que deseja migrar seu número. Muitas operadoras oferecem ofertas vantajosas para quem quer fazer a portabilidade. No fim desse conteúdo você encontrará algumas para pesquisar.

Com pequenas diferenças entre uma ou outra, geralmente, o fluxo de contratação é semelhante e pode ser feito online.

Acesse o site da operadora desejada > selecione o plano de interesse > ao informar seus dados selecione a opção > Manter número atual.

Após seguir esses passos, a contratação do plano já estará concluida.

Pronto! Viu como é simples? Agora, a operadora contratada irá informar o órgão responsável pela migração que seu número será atribuído a um novo chip e substituirá o anterior.

Passo 4 – Aguardando o processo de portabilidade

Pensando na conveniência do cliente, algumas operadoras oferecem um número provisório enquanto o processo de portabilidade não se consuma.

No entanto, atenção, não indicamos o uso do número provisório.

Entendemos que a melhor maneira de garantir que o processo de portabilidade funcione, é manter o chip atual e aguardar que o mesmo, pare de funcionar.

Isso é um indicativo bom de que a portabilidade iniciou e provavelmente você já poderá substituir seu chip pelo da nova operadora.

Passo 5 – O Prazo para Portabilidade

Normalmente a portabilidade ocorre em até 3 dias após o dia que a solicitação foi feita.

Ressaltamos a importância da gravação do protocolo dos atendimentos e transação para um posterior acompanhamento.

Algumas operadoras, como a Vivo oferece uma tela para que o cliente possa fazer online o acompanhamento do processo de portabilidade.

Havendo qualquer dúvida ou necessidade o cliente pode recorrer ao site da anatel para obter ajuda específica. www.anatel.gov.br

Por fim, aconselhamos a todos que a portabilidade seja solicitada próximo do vencimento da conta da operadora atual.

Assim, o cliente evita uma sobreposição de contas das 2 operadoras no mesmo mês.

Seguindo esses passos, você estará pronto para utilizar o seu novo plano de celular.

E você? Já fez portabilidade de um plano para o outro? Qual você acha que é o melhor plano?

Gostou desse conteúdo? Deixe críticas ou sugestões para que possamos utilizar nos próximos textos.

Temos algumas ofertas de planos aqui para você que quer fazer portabilidade > https://www.telefonia.vc/hub/